domingo, 31 de maio de 2015

Mulheres apostam em lojas virtuais

Se você vive sonhando em ter um negócio próprio, bem como em ter mais tempo pra casa, pros filhos, do maridão e, claro, pra VOCÊ mesma, taí uma possibilidade de fazer o que a maior parte das mulheres já faz  - trabalha, cuida casa, dos pimpolhos (pra quem tem) e de si própria – com um pouco mais de conforto.


A ideia é apostar em um negócio virtual. Mais de 30% das mulheres empreendedoras de micro e pequenas empresas trabalham em suas casas, de acordo com o levantamento do Sebrae com o Dieese. Entre homens, esse número é cinco vezes menor.

Na Loja Integrada, uma das maiores plataformas para criação de lojas virtuais da América do Sul com foco no micro e pequeno empreendedor, as mulheres representam 40% entre os 150 mil empreendedores que criaram uma loja virtual.

Para Adriano Caetano, diretor da empresa, iniciar um negócio na internet é uma facilidade principalmente para as mães. "É uma forma de trabalho que permite que elas exerçam a profissão e cuidem da família ao mesmo tempo", explica. (OBS: bem coisa de homem esse depoimento, né? No estilo ”vamos facilitar pra vocês poderem fazer um almocinho bem gostoso pra gente!”)


Bom, mas vamos concordar que essa opção tem lá suas vantagens. Um levantamento da Loja Integrada apontou que mais de 50% dos lojistas gastam em média três horas diárias para se dedicar a sua própria loja virtual, além disso, segundo Adriano, o horário flexível é uma das facilidades que atrai mulheres multitarefas para o e-commerce.

"Mulheres que trabalham de casa conseguem gerenciar outras tarefas e até optar por horários alternativos para suas jornadas. Muitas encontraram a solução para conciliar a vida de empresária com a maternidade", afirma o especialista.


Mãe, tu pode dar mais atenção pra mim!


E pra mim também!




É, pode ser uma boa ideia, né, gatas? Afinal, esses filhos vivem pedindo atenção. Sem contar o tempo livre pra meditar, fazer aula de canto, sair pra balada, estudar... afinal, nem só de fazer coisas pros outros vive uma mulher.

Mas... lembrem que, antes de montar qualquer negócio, seja real ou virtual, é preciso muito planejamento, pesquisa de mercado, avaliação de custos, etc, etc, etc. Pra quem pensa mesmo em viver empresária, eu recomendo procurar o Sebrae, que sempre vai ajudar a trilhar o "caminho das pedras" pra ser uma empreendedora de sucesso.