terça-feira, 2 de junho de 2015

Toda forma de amor...

Um viva para a agência que criou a peça de Dia dos Namorados do O Boticário, que criou polêmica, mas, muitooo mais que isso, conquistou o coração de muita gente por tratar o tema da homoafetividade sem tratar do tema da homoefetividade, mas sim tratando do amor. Afinal, tem diferença entre amor? Tem diferença entre homoafetividade e heteroafetividade? Eu não sabia. Amor de verdade é amor, minha gente!

Aliás, por que será que as pessoas têm tanto preconceito com o amor? Sério mesmo, tem gente que implica com dois homens ou duas mulheres que se amam, tem gente que implica com a pessoa que ama seu cachorro (por que nós temos que amar mesmo são os filhos sabe? E depois sou eu que comparo cachorro com criança. Eu nem tinha falado de filho, só tinha dito que amava minha cachorra, e a pessoa já veio logo comparando ela com filho), tem gente que implica com o fato da gente amar os amigos, tem gente que implica até com o fato de uma pessoa amar a Deus. 

E tem gente que confunde tudo e pensa que um amor exclui o outro. Eu, hein? Amor não é pra debater, meu povo, amor é pra amar!!! Bora ser feliz agora? Tem jeito de ser feliz sem amor no coração? Então bora amar e parar de falar besteira!!!

E como aqui, no Resenhas Femininas, nós consideramos super justa, linda, fantástica e valorosa TODA A FORMA DE AMOR, vamos roubartilhar o vídeo do O Boticário e curtir juntos essa linda peça sobre o mais nobre dos temas: o amor. Ahhh, o amor!