terça-feira, 7 de julho de 2015

Vamos falar de novidade?

Olá pessoas!!! Este post é para falar de uma novidade que o Resenhas Femininas vai trazer a partir de amanhã. Se você já leu o “Quem somos” que está na barra aí em cima vai ver que ali diz que a intenção é que o blog tenha colaboradores, pessoas que escrevam sobre temas variados e que acrescentem suas experiências para nós.

Então, vamos inaugurar a tag “outros autores” com um assunto que sempre desperta muito interesse, em especial entre nós mulheres – a dança.

E para falar sobre o assunto, a convidada de honra para o primeiro post é a maravilhosa bailarina Cinara Klein, que acumula alguns anos de experiência com essa dança fascinante.

Além de ser a melhor e a mais linda bailarina de dança do ventre, a Cinara é também minha irmã, mas eu não convidaria ela pra falar sobre o tema se ela não “entendesse do riscado”, como se dizia antigamente (agora declarei oficialmente que estou ficando velha).

Aliás, nós somos duas irmãs apaixonadas pela dança, com a diferença de que uma sabe dançar, é bailarina, coreógrafa e professora, e a outra é apenas apaixonada (rsrs). Embora eu seja uma amante da dança em geral e fascinada pela beleza dessa atividade, a “minha” dança, aquela que me deixa fora do corpo, que me cativa, que me faz estremecer é a dança de salão.

Fui praticante durante anos – isso não quer dizer que eu saiba dançar, apenas que eu fazia aula e me empenhava muito – e hoje não pratico apenas porque não existe dança de salão em Tubarão (se alguém souber de algum grupo que eu não tenha conhecimento, por favor, me avise porque eu já procurei por cada canto dessa cidade).

Já a Cinara se apaixonou e se encontrou na dança do ventre, fazendo dela inclusive profissão. Acredito que, mesmo sendo danças bem diferentes, foi a minha irmã que me estimulou a procurar a dança de salão.

Isso porque eu sempre quis fazer, mas tinha vergonha, medo de não conseguir aprender, etc, etc, etc. Mas, como ela já estava super envolvida com a dança do ventre e vivia me estimulando, eu acabei tomando coragem e comecei a fazer aula de salão e descobri que a dança é uma atividade para todos – homens, mulheres, adultos, crianças,  e até para as desengonçadas como eu.

Essa minha história de amor com a dança de salão ainda vou contar de forma mais detalhada por aqui, mas voltando ao tema dança do ventre, quem nunca se imaginou dançando linda e quase mágica, com aqueles figurinos fantásticos, aqueles olhares sensuais e aqueles movimentos tão delicados?

Você sabia, no entanto, que a origem desta dança é de rituais religiosos, muito mais antigos do que podemos imaginar? Pois quem vai contar um pouco dessa história pra gente é a Cinara, no post de amanhã aqui no blog.


Enquanto isso, fiquem com um lindo vídeo de uma apresentação que levou o primeiro lugar do  Porto Alegre em Dança 2008, na categoria Folclore de Projeção, com as bailarinas Bruna Gomes, Cinara Klein e Estela Santos. (Só clicar na foto)