terça-feira, 22 de setembro de 2015

Nossos olhares

Você pensa que eu queria ser uma âncora
Mas eu queria ser uma pluma
Pra ficar planando irresponsável pelo teu rosto
E te fazer rir e se inquietar

Você me diz que eu queria ser um porto
Mas eu sei que queria ser uma vela
Pra me estufar de vento e poder
Bem pra longe te levar

Você me acusa de querer ser uma algema
Mas não sabe que eu já nasci pássaro
Só queria ser maior
Pra nas costas poder nos voos

Sempre te carregar.